No Brasil, o câncer de próstata é o tipo de câncer mais comum entre os homens, tendo como fatores de risco a idade avançada (homens acima dos 50 anos), histórico da doença na família, homens negros, hábitos alimentares inadequados, obesidade e sedentarismo.

 

Com o objetivo de discutir o assunto, levando a conscientização do diagnóstico precoce, criou-se o movimento Novembro Azul em decorrênaacia ao Dia Mundial do Combate ao Câncer, ação que acontece no dia 17 de novembro. 

 

No Brasil, o movimento foi criado pelo Instituto Lado a Lado pela vida, promovendo o diálogo para a quebra de tabus a respeito do exame de toque, feito para detectar o câncer de próstata. E não é somente pelo câncer de próstata que o movimento tem a missão de conscientizar e, sim, sobre os cuidados com a saúde masculina em todos os aspectos.


O Dr. Rodrigo Carvalho não poderia ficar de fora dessa campanha e orienta seus pacientes a fazerem exames periódicos para acompanhar a saúde, não somente da próstata, mas de todo o organismo masculino.  

 

 

O câncer de próstata

 

É o tipo de câncer mais frequente entre os homens, com casos recorrentes em pacientes com idade acima dos 50 anos. Os exames preventivos devem começar a serem feitos por volta dos 45 anos, especialmente quando há fatores de risco como ter histórico familiar de câncer de próstata na família. A obesidade e o sedentarismo também estão entre os fatores de risco.

 

A importância da prevenção através do diagnóstico precoce se dá ao fato da doença não apresentar sintomas aparentes em sua fase inicial. Com isso, muitos pacientes só descobrem o problema quando já está em um estágio muito avançado.

 

 

Sintomas do câncer de próstata

 

Como citado, os sintomas costumam não serem aparentes logo de início, dando sinais somente quando em um estado mais avançado. Normalmente, esses sinais são:

 

- Dificuldade e dores ao urinar

 

- Vontade de urinar com frequência

 

- Disfunção erétil   

 

- Sangue na urina ou sêmen

 

- Dor nos testículos

 

-  Dores nos ossos

 

- Insuficiência renal

 

 

Exame de toque

 

O exame de toque é feito para detectar o câncer de próstata, sendo indolor, rápido e não causa desconfortos. O procedimento é feito com a utilização de luvas descartáveis e lubrificadas para assegurar que na haja dor durante a inserção do dedo indicador do médico urologista.

 

A única forma de garantir a cura do câncer de próstata é o diagnóstico precoce. Mesmo com a ausência de sintomas, homens a partir dos 45 anos devem fazer o exame com frequência, sendo necessário, em alguns casos, solicitar o exame de PSA (antígeno prostático específico). Outros exames de biópsias também poderão ser solicitados em caso da suspeita do tumor.

 

O melhor tratamento será indicado pelo médico urologista que irá avaliar os aspectos como estado de saúde do paciente, nível da doença e sua expectativa de vida. 


Aproveite a mobilização do Novembro Azul e marque agora mesmo a sua consulta com o Dr. Rodrigo Carvalho, referência em urologia no DF.