Popularmente chamada de varizes do saco escrotal, a varicocele consiste na dilatação anormal das veias dentro do escroto (bolsa que detém os testículos).

A varicocele se associa à infertilidade masculina. De acordo com estudos, em média, 2 a 3 portadores de varicocele são inférteis. A varicocele também pode causar atrofia testicular.

Os problemas ocasionados pela varicocele são agravados devido à falta de hábito dos homens em realizar consultas periódicas. A varicocele tem grande chance de cura quando diagnosticada e tratada precocemente.

Diagnóstico

O primeiro passo para o diagnóstico é o exame físico. Quando a avaliação da região escrotal é inconclusiva, o médico solicitará exames específicos como ultrassom escrotal, por exemplo.

Também podem ser solicitados outros testes complementares para auxiliar no diagnóstico, como o eco-doppler colorido, que confirma a suspeita do exame clínico.

Quais são os fatores de risco?

O transporte de sangue para os testículos acontece através do cordão espermático. A varicocele é formada quando as válvulas de dentro das veias do cordão obstruem o fluxo adequado de sangue. Isso acarreta no inchaço e alargamento das veias, formando as varizes, como acontece nas pernas.

Essa condição é mais comum em homens entre 15 e 25 anos, fazendo da idade o único fator de risco relacionado ao problema. Estudos associam também o aparecimento das varizes ao excesso de peso, contudo, essa relação ainda não foi comprovada.

O aparecimento súbito de varicocele em homens com mais idade pode estar relacionado a um tumor renal que bloqueia o fluxo de sangue.

Como prevenir?

Não há prevenção para a varicocele. Porém, é necessária atenção médica no que diz respeito ao avanço das varizes e nas complicações como a infertilidade.

É fundamental consultar um urologista para ter conhecimento de como tratar o problema, especialmente quando provoca dores.

Sintomas

Geralmente, a varicocele é uma condição indolor. Contudo, pode haver dor, especialmente após a prática de exercícios físicos, melhorando quando o homem se deita de costas. A dor também pode variar de intensidade ao longo do dia.

Se não tratada, com o tempo, as varizes podem aumentar de tamanho e manifestar sinais de atrofia testicular e infertilidade.

Tratamento

Grande parte dos pacientes com varicocele não necessita de tratamento. Quando há dor testicular, o tratamento pode ser através de medicamentos ou uso de suspensório escrotal.

Já pacientes com sintomas mais graves como atrofia testicular, infertilidade e deterioração da função testicular podem ser submetidos a procedimento cirúrgico. 

O objetivo da cirurgia é lacrar as veias prejudicadas para redirecionar o fluxo de sangue para as veias normais. Existem 3 tipos de reparos cirúrgicos:

  • Cirurgia aberta;
  • Laparoscopia;
  • Embolização percutânea.

A cirurgia apresenta poucos riscos, entre eles está o acúmulo de líquido em volta dos testículos, danos a uma artéria ou recorrência do problema.

Pós-operatório

Geralmente, o paciente tem alta no mesmo dia. Entretanto, são necessários cuidados como:

  • Primeiro curativo deve ficar por 48 horas;
  • Não dirigir por no mínimo 3 dias;
  • Retomar atividades físicas somente após 30 dias e atividade sexual após 7 dias;
  • O retorno ao trabalho será decidido após a primeira avaliação médica;
  • As medicações para dor e antibióticos são mantidos por 7 a 14 dias.